What?

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Liberdade

Liberdade,
você representa liberdade.
Minha liberdade.
De respirar, sentir.
De ser o que sou.
Não fingir.
Talvez por não esperar muito de mim,
você acabe recebendo o melhor que tenho a oferecer.
Sua babaquice não reflete metade da tolice,
que vejo pelos becos e esquinas.
Reais, virtuais.
Uma verdadeira aberração.
Tantas cabeças vazias.
E tudo o que quero,
é conversar com você.
Não disse que você era especial, nem a melhor coisa.
Você é tão inútil quanto eu nesse mundo máquina.
Quero seu abraço mesmo que eu nunca peça.
Não quero pedir.
Quero ter:
Liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja breve, apenas diga o que pensa. Evite palavras, termos ofensivos, cantadas, etc.