What?

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Um poema de um solitário


Solitário eu cá estou
sem ninguém pra maltratar
não sei até que ponto entro em redenção
pra minha satisfação acalentar
Ele quer a mim
Eu quero a outro
Que por fim sacia-se em gozo
Em outro corpo senão o meu
Afanado pelo ardor de minha angústia
Deparo-me com uma situação de desamor
Onde apenas utilizo de seu perfume
Pra saciar o meu fulgor
Estou eu com um ser
Mas me sinto só
Pois apesar de saciar o meu prazer
Nunca saciará a minha alma
que clama por você



p.s. Eu coloquei solitário no lugar de solitária porque quis, achei melhor assim pela sonoridade, rs.
nota: Essa foto tirei em 01/11/2010